terça-feira, 27 de novembro de 2012

Tchau.


Tempos atrás, postei neste blog um texto sobre mães solteiras. Mais do que isso, porém, o texto era um desabafo pessoal sobre uma experiência igualmente pessoal e, portanto, intransferível, como são todas as experiências pessoais. O que você vive é, apesar de quaisquer semelhanças, unicamente seu; não existem duas histórias iguais. Apesar disso, encontrei meu texto plagiado em outros blogs, no Facebook, no Sonico, no flogão, em perfis de sites de encontros e até no site de uma conselheira matrimonial. Não foi a primeira vez que encontrei um texto meu espalhado por aí como se fosse domínio público: já achei desde minha biografia a poemas, fragmentos do meu livro, textos referentes a meu filho, minha mãe, meus relacionamentos e até a meu gato de estimação. E isso me deixou, além de chocada, triste e revoltada, muito, extremamente desanimada - desanimada por ver a falta de respeito que as pessoas ainda têm com as histórias e palavras alheias. E, por isso, decidi encerrar meu blog. Não dá mais, gente. Não consigo mais conviver com isso. Não consigo mais ver a hipocrisia de ladrões de propriedade intelectual se vangloriando de algo que não passa nem perto de ser seu. Estou cansada. Desse tipo de coisa, desse tipo de gente e da proliferação cada vez maior desse parasitismo, sem que se possa fazer absolutamente nada para coibi-lo. Encerro meu blog hoje, com uma ressalva: a maior parte da minha produção está devidamente registrada na Biblioteca Nacional, e cada plágio que eu encontrar, seja de texto inteiro, parágrafo ou sequer frase, será devidamente cobrado através de medidas judiciais. Não tenham dúvidas: irei atrás de TODOS. A quem sempre me respeitou e incentivou, minha sinceras desculpas. Estou à disposição de vocês, sempre. E sentirei saudades, muitas.



Beijo pra todo mundo. Inclusive pra você que se esqueceu de mencionar o meu nome   quando me plagiou e que, a partir de hoje, não vou deixar que esqueça quem eu sou.



Tchau.


P.S.: em breve coloco aqui uma lista com TODOS os plagiadores. Tem gente que se deu o trabalho de copiar praticamente o blog inteiro.


7 comentários:

Van disse...

Merda de plagiadores!!!

Ridiculous thoughts disse...

Uma pena, beirando a tragédia! Seremos privados dos sonhos que nos habituamos a encontrar aqui. Particularmente, sem este blog, perderei o contato contigo. Tristeza.

Natália Oliveira disse...

Que coisa chata! Também já me decepcionei com pessoas conhecidas, inclusive, copiando até comentários meus em redes sociais. Deletei, mas infelizmente a legislação de direitos intelectuais brasileira não se aplica a frases curtas, tenham estas sentido, rima ou não. :/ Fico triste, mas fica aqui o meu respeito à capacidade, que jamais será roubada.

Anne disse...

Eu tb quase parei de escrever no blog por isso... tenho escrito bem menos, é desanimador. Tem gente q pega meus textos e ESTRAGA antes de publicar, fica ruim, mas mto fácil de perceber que foi utilizado o meu como base. Não adianta tentar disfarçar, pior ainda quem nem mesmo disfarça!

Enfim, é uma pena, mas os seus escritos são mto lindos para serem utilizados dessa forma. Só não suma do msn, face, etc... pq sinto saudades sempre! Bjo grande, mana, amo-te!

Tyr Quentalë disse...

Estamos sujeitos a isso, mais do que imaginamos.
Já ocorreu algo semelhante comigo, mas cansei de brigar...
Qualquer dia, eu hei de buscar no docxweb, em quantos locais se encontram meus textos... Mas desejo tudo de bom a ti.
Beijos,
Tyr

Ridiculous thoughts disse...

Torço para que o incômodo comichão da criatividade te faça logo mudar de ideia, e que tu voltes a escrever as coisas tão bonitas que só tu sabes escrever.

Beijo!

Dulce Miller disse...

Eu vim aqui deixar uma mensagem de Natal pra ti e me deparo com essa barbaridade... Não posso dizer que fiquei chocada, pois a cada vez que procuro uma imagem no Google com qualquer frase de um texto meu me deparo com vários plágios! Já reclamei em VÁRIOS blogs, uns apagam os posts sem dar satisfação, outros vão além e deletam os blogs, outros simplesmente não fazem nada e continuam plagiando na maior cara de pau!

Ai Flavinha, que triste isso...

coloquei todos os códigos de proteção contra cópias que encontrei no meu blog mas sei que quando um FDP quer copiar não há nada que impeça... nem sei o que te dizer, só que sempre terás meu apoio.

Beijos, muita luz pra ti e tua família, sempre!