quarta-feira, 11 de junho de 2008

(P) Rumo

E crendo.

E sendo.

E indo.

Soundtrack: Pink Floyd - Fearless



E se está sempre a um passo de, e a vida anda em círculos, eu sei, eu acredito; e que é o destino senão uma gigantesca e imprevisível esfera? Vão-se as pernas parindo caminhos interminados sempre, calcados na sinuosidade serpenteada das cogitações, na constância insistente das transitoriedades; vai-se o coração desnorteando humores, e esperando, e desesperando, e certo, e incerto, e ainda assim esmagadoramente coração que pulsa, e vai – entidade diversa e voluntariosa, excêntrica e ignorante de riscos ou culpas. Insensato, pobre coração. À beira de uma desconjunção qualquer. À beira de si, tão doce abismo, margeado por ânsias cujo hálito cheira a calor de braços e apaga da boca o gosto amarelo das reticências engolidas a seco. Insensato, pobre coração.

Vão-se as pernas no ritmo do bater dos cílios, fiando um rosário de despertares iminentes, pés lavados de horas e quase-fé – e há sempre um segundo onde o impossível se esquece de sê-lo e um suspiro guardado no peito, e é tanto o que cabe num suspiro. Vai-se o corpo gravitando rumo a um lugar ainda por haver num deslizar ondulante entre as mãos espalmadas do infinito: hoje. Vão-se os dedos desenhando quimeras na pele, vão-se os lábios desferindo impropérios na carne, vão-se os dentes devorando famintos os dias, vai-se o coração, insensato e pobre, descuidado de si, ocupado em apenas ir. Vão-se as pernas, os dedos, os lábios, os dentes, vai-se o corpo, eu sei, eu acredito, coração sempre a um passo de. À beira de uma imolação qualquer. Desaprumado, indo, sendo, somente e então. Pobre, insensato, universo-coração.

57 comentários:

Vinícius Aguiar disse...

Uma poética descrição de uma grande mistura de sentimentos indescritíveis por sua dimensão, mas acima de tudo verdadeiros e intensos... coisas para quem é realmente digno de senti-los, e expressá-los... como vc!!
Parabéns!

Bill Falcão disse...

Sim, "e é tanto o que cabe num suspiro"!
Bjoooooooosssssssss!!!

Carmim disse...

Ao contrário da opinião de muitos, a mim agrada-me a ideia de desconjuntar... dá a chance de um sem número de novas possibilidades. Pegando nos pedacinhos que nos interessam, podemos unir tudo de um novo jeito.

Beijo

iara disse...

sim,
vai-se insansato e pobre coração...
e é onde ele estava ontem à noite, a beira da insentatez, entre a loucura e a doçura, e continua hoje de manhã a se perguntar se o vento o está guiando por caminhos certos..mas existem caminhos certos?
pois é minha amiga, escritoras e poetas como vc conseguem ver a sua alma e a dos outros.
te adoro viu?
bjs
iaiá

Flávia disse...

VINÍCIUS,

querido, obrigada. Origada mesmo. Beijo!

BILL FALCÃO,

Cabe tanto, né? Beijo!

CARMIM,

Exato. E eu vivo assim, reconstruindo-me nessas e dessas desconjunções... beijo!

IARA,

Amiga... eu não sei se existem caminhos certos... eu acredito que existem caminhos necessários ou desnecessários de acordo com o momento... e são as transições que se passam fora e dentro da gente - principalmente dentro - que nos apontam essa necessidade de qual caminho seguir. Coração se ocupa em apenas ir... e eu espero, minha querida, o melhor para vc. Sempre. Mesmo que esse melhor eventualmente não pareça o mais correto. Adoro vc, conte sempre comigo. Beijos!

sieger disse...

adorei o habito com cheiro de calor de braços...
sinestesia geral!
Adorei aqui, virei sempre q possivel!
Besos

Ana Laura disse...

Sua prosa é muito poética e eu adoro tudo isso.
A vida é mesmo esse constante ritual de mutação!

Obrigada pela visita.
Beeijo!

Zé Luiz Sykacz disse...

Lindo, lindo.

Sua teoria de que o destino é uma gigantesca esfera tem até uma certa lógica. Alguns cientistas dizem que o universo é uma espécie de círculo. Tipo uma bola de capotão, só que um pouquinho maior.

Alias (não sou patrocinado pela marca de cerveja, eu juro) se pararmos para pensar tudo nessa vida é redondo, esférico... Vai ver seja o nosso destino (olha ele aí outra vez) viver em círculos.

Parabéns moçoila.

P.s.1: Putz... Pink Floyd! Salvou meu dia.

P.s.2: Feliz dia dos namorados. Acompanhada ou não, tomara que vc ganhe o... você sabe... beijinho na testa. :) hahahaha

Cadinho RoCo disse...

Ao espiralar da vida voltas que não voltam nunca.
Cadinho RoCo

A Bruxa disse...

Minha mãe adorava dizer para mim: traiçoeiro é o coraçào.
Mas eu nunca liguei muito para o que ela dizia... Mesmo porque, sabendo disso, não havia traição. Né não? Pode ser pobre, insensato, mas sempre será um maravilhoso e doce coraçào - irresistível tentador.

F. Reoli disse...

Meu último projeto de poema, que acabou se transformando no próprio poema...rs.. dizia:

"céu da boca nublou
nem os pés que me levam
sabem bem onde eu vou

estou? "

Acho que tuas palavras conseguiram o efeito da prosa no poema. Perfeitamente. Te beijo

Tudo ou nada ... disse...

Depois ainda pergunta pq venho sempre aki .. ai ai hein!
Perfeito

bjos

Lomyne disse...

Comigo a vida fecha ciclos de cinco anos... E cheia de senso de humor. Pelo que sei, tudo se esvai como a água que tento segurar com as mãos em conchinha...

Flávia disse...

SIEGER,

E sempre que vier será muito bem vindo. Beijo!

ANA LAURA,

eu é que agradeço, moça. Beijos!

ZÉ LUIZ,

às vezes, confesso, fico tonta de tantas andanças em círculos. E NEM ME FALE EM DIA DOS NAMORADOS!! Pink Floyd salvará o meu dia e me levará sã e salva até o dia 13, haha. Beijo na testa!

CADINHO ROCO,

Às vezes voltam. Disfarçadas, mas voltam, e com toda força... beijo!

FÁBIO,

Lembro bem desse poema... lembro de tê-lo comentado e de ter pensado muito sobre. Talvez tenha sido a semente do meu texto, por que não? Beijos, querido.

LUCIANO,

Obrigada, Lu! Adoro suas visitas. Beijos!

LOMYNE,

Eu ainda não consegui identificar o ritmo da minha. Talvez pq não tenha um ritmo. Senso de humor, nmem sempre... mas eu aguento. Beijo!

Flávia disse...

A BRUXA,

Tentador demais, doce demais, querida. Às vezes dói... beijos ;)

MH disse...

não tem como não viajar nesse texto..ainda mais ouvindo Floyd no ultimo volume. Show de bola.

: )

Aline disse...

É preciso costurar-se, pegar uma ou outra coisa e fzr de nós um todo de mtas partes, de mtas fases!

Bjm

Leila Saads disse...

Que lindo texto! Ele tem uma dose incrível de poesia! Nós sempre seguindo, num rumar sem fim.

Claro que pode mandar a poesia pro seu amor! Fico feliz por ter gostado. =]

Beijos!

Luma disse...

o nosso coração vai onde a cabeça manda, ou seria o contrário? Fiz como o M.Henriques, arregacei o som! Beijus

.a negra. disse...

Aaaain amore..confio no seu taco..sei que a cabeça um dia entra no pRUMO!
hauhauhauhua.

já viu a novela da record:
Mutante.( acho que é algo assim)
.
Pois bem..de vez em qdo acho que sou um deles.!

Hauhauhuaa

Mutação?
Todos os dias!
hehehe Beiju

Klatuu o embuçado disse...

Mulher tem 8 cavidades no coração.

Jean Rocha disse...

Pois é, Flavinha...
Eu me perdi na esfera... no transitório, imprevisível...
Ando meio inquieto, trabalho, pré-projeto de mestrado, leituras obrigatórias...
Ando meio bagunçado.

Mas acho que posto algo hoje à tarde.

Abração!!!

LindaRê disse...

E é assim que meu coração vai indo... Beijos

LindaRê disse...

Flavinha!!!
É o mesmo signo, mesmo ascendente, mesma data de aniversário (acabei de ver no seu orkut!).
Realmente, nem Freud explica!

Beijos

Nathália disse...

O bom é que continue indo e "desconjuntando-se", assim pode-se ir montando vários novos "eu".

Beijo!

Flávia disse...

MH,

PF é sempre uma viagem. Beijo!

LORITA,

Exatamente. É isso que somos - mosaico de nós. Beijo!

LEILA,

como não gostar? Ficou lindo demais! Obrigada por liberar! Beijo!

LUMA,

Ah, mas PF merece som no máximo volume! Obrigada pela visita, volte sempre que quiser. Beijo!

.A NEGRA.,

Idem. Todos os dias. Beijo!

KLATU,

Algumas tem até mais, rs. Beijo!

JEAN,

então que a esfera te traga de volta à nossa órbita blogger em breve, moço. Saudade de vc. sorte aí nos seus projetos, viu? Beijo1

RÊ,

jesusmariajosé... ABISMADA com a coincidência! Ferramos a cabecinha do Freud, haha. Beijo!

NATHÁLIA,

E eu adoro montar quebra-cabeças. Nem eu desconjuntada desisto de mim. Beijo!

Márcia(clarinha) disse...

calor de braço em abraço, hummmmm, que maravilha!!
dias lindos flor
beijos

Pavón disse...

Li dias atrás no blog da Cin (segredos de liquidificador) que durante a vida nos desfazemos e nos reconstruimos... deixamos parte de nós pelo caminho, em outros lugares, com outras pessoas... e ao mesmo tempo nos reconstruimos, adquirimos novas partes, novos adornos, novas cores, contornos...
Vivemos nos reconstruindo no cotidiano que nos cerca.

Beijos

Troll disse...

É curioso, pensar na vida e no universo enquanto esfera. Eu prefiro pensar em uma espiral, se apertando cada vez em voltas mais curtas, até o meio inevitável. É por isso que com o tempo, parece que tudo se repete, é apenas vc, caminhante pela espiral, vendo as voltas que já passaram, cada vez que segue sob elas.

Essa é, para mim, a entropia da vida. Damos essas voltas olhando sempre pra fora, quando deveríamos observar o que nos leva até o meio.

Grande abraço. Estou linkando seu blog lá no meu canto, q é ótima leitura.

Flávia disse...

MÁRCIA,

Gotoso, né? Bem vinda por aqui, moça. Dias lindos pra vc também. Beijo!

PAVÓN,

Pois é... eu ando numa de me partir inteira pra me reconstruir de um jeito mais interessante pra mim mesma. Deve ser por conta disso a tal instabilidade de humor... beijão!

TROLL,

O que me leva até o meio assusta um pouco, deve ser por isso que a gente teima em olhar pra fora ao invés de olhar pra dentro... Obrigada pelo link, tô passando no seu blog pra me apossar devidamente do seu. Beijão!

:: Daniel :: disse...

Me senti descrito em suas palavras.
E mudo também.

Muito bom.

Beijo

Tâmara disse...

Tudo se vai, mas....tanta coisa fica.

Beijos....

Camilla disse...

Flávia, desculpa a minha ingnorância, mas eu nunca consigo comentar em seu último texto postado. Será que pode me ajudar? rsrsrsrs


:(

R Lima disse...

Qr razão melhor para eu te admirar?

Não..

Suas palavras são perfeitas, singulares.. únicas.

O destino é uma esfera mesmo.. e não adianta fugir de certas coisas.. mesmo que este destino seja nós mesmo que desenhamos..

Veja eu.. e veja muitos.

E o coração.. desaprumado como antes e louco para um porto seguro.. eis de ter... eis de a alguem ser.

Um grande bj moça,




Texto de hoje: hÁ coIsaS quE o teMpO cuIDa bEm...

Visite e Comente... http://oavessodavida.blogspot.com/

O AveSSo dA ViDa - um blog onde os relatos são fictícios e, por vezes, bem reais...

Patrícia Lage disse...

À beira, amiga, num 'quase' de latejar o maior órgão que carregamos. E aí vem a escritura arrebentar o morno e impor o calor-que-queima do 'sempre'.
Você eterniza certos inexpressivos...

Meu beijo, meu amor e minha admiração.

Kari disse...

Que lindas palavras!
E que mistura maravilhosa!!!

"E eu acredito, coração sempre a um passo de..."
Também acredito!

Beijão pra tu moça!!!

Antonio Ximenes disse...

Flavinha.

Nosso coração é volúvel... passa por fases desiguais de sentimentos diversos e... contraditórios.

A beleza de sermos humanos e falhos... nos faz... cada um de nós... um conjunto infinito de "paixões intermináveis" e "ódios inexplicáveis".

Simplesmente somos... e ponto.

Nataliinha disse...

Você como sempre dando show nas palavras !
Adoro vim aqui e ter sempre um OTIMO TEXTO .

E eu preciso é tomar Rumo na vida !
Bjs =)

Camilinha disse...

pés lavados de horas e quase-fé - muito lindo isso!!!
a vida é assim: pégasus de tempo correndo atrás da gente dentro dessa imensa roda-gigante...


beijos daqui...

Sunflower disse...

quanto pesa 21 gramas, né?

Junkie careta disse...

Onde você vai parar baby, com esse talento todo?

Seu texto tá a cada dia mais intenso e violento. É isso, gosto da violência de seus textos.

Grande abraço

Van disse...

Amiga....
A vida é sempre um quase.
Um À beira de.
Um ir até.

Beijucas

Patty disse...

Suspirei, Flávia... Suspirei!!!!

Beijos e bom final de semana, querida!

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

SABE DE UMA COISA? VC ESCREVE MUITO BEM E NÃO DEVE PARAR DE ESCREVER. POSTEI HJ SOBRE STARDUST, O MISTÉRIO DA ESTRELA E SOBRE A II PARTE DA DAMA E O UNICÓRNIO. VÁ LÁ E DEIXE O SEU COMENTÁRIO. SE AINDA NÃO PÔS COMENTÁRIO EM PARIS, EU TE AMO, APROVEITE A OCASIÃO.
wwwrenatacordeiro.blogspot.com
não há ponto depois de www
BEIJOS, QUERIDA, CADA VEZ GOSTO MAIS DE VCS
RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO

Ni ... disse...

Gosto demais de vir aqui reabastecer minha alma...

Beijo e mais beijos..

Ane Talita disse...

A graça da vida é essa mistura de sensações...Quem não sente esse embaralhamento gostoso que senti ao ler teu texto não pode levar uma vida plena...
Belo texto, querida!

beijo!

Atriz disse...

E a vida, o que é?
é a magia da cores,
é o samba no pé!


beijo!!!!Gisele

Oliver Pickwick disse...

[P]Rumo. Antes de digitar a primeira letra do primeiro parágrafo, exibe o seu talento lispectoriano/woolfiano, só que mais light - no melhor sentido deste conceito.
E ainda nos brinda com os acordes de Waters e Gilmour. Aprecio a sua generosidade.
Saudações do condado!
Um beijo!

P.S.: Estou de volta depois de uma maratona intensa de trabalho e de sucessivas viagens. Desculpe a ausência temporária.

Caio "Sáraqui" disse...

Eu vi um beb� falante.

Com a experi�ncia que nem mesmo ele acredita existir...

Agora, a pergunta?

Ser� que eu estou afetado?


rs


Beijos.

Ana Luisa disse...

ADOREI!!!
Posso te linkar lá na Caixa??

beijinhos.

F. Reoli disse...

Acho que nossos pensamentos estavam em sintonia sobre esse lance de rumos... você em palavras, eu em imagens ( postei uma mostra fotográfica que fiz pelo celular, em meu blog), inclusive esse seu texto, faria um grande complemento para qualquer imagem que lá esteja. Gosto de ler você! Beijos

Vinicius disse...

gostei da trilha sonora...

Belinha disse...

Oi!
Depois de um período de ausencia,Voltei.
Vou continuar a visitar os Blogs e comentar.
Jokas ;)

Mary West disse...

Suas palavras ficam pulsando em meu monitor. Acho q o destinado é um menino de veras gordinho, mimado e sarcastico. Imprevisivel mesmo.

*Raíssa disse...

Complexo e intenso! Nos assunto do coração tudo é a um passo de.
Você escreve MUITO, MUITO MESMO! Parabéns!

Beijos

FERNANDO disse...

Flavinha, como sempre, se superando pra falar de si.

Sabi que você fala muito bem de s...Ah, já te disse isso, né. Enfim. Li algo das Clarice Lispecto em algum blog hoje, e percebi que sua escrita é pulsante semelhantemente a dela, que o estilo é parecido. Lê Clarisse, Flavinha?

Em tempo: perfeito " "...margeado por ânsias cujo hálito cheira a calor de braços e apaga da boca o gosto amarelo das reticências engolidas a seco". Muito bom!

Mas sobretudo, e nem sei se foi isso que pensou, a releitura de que sempre vão se os anéis, ficam se os dedos. Marcados, bronzeados, torneado daquele anel, mas fica.

Excelente, Flavinha!

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,