segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Do Instante ao Destino


Soundtrack: Matthew Perryman Jones - Amelia

Entendo que hoje seja um dia difícil. Entendo mais: que hoje é um dia difícil arrastando um som metálico de melancolia, assim sofrido, meio oco. Coisa que devia ter sido deixada para trás mas veio caminhando junto. Boa companheira, má companhia. Muito peso para carregar, bagagem quase nenhuma. Um quase você, não fosse esse olhar que não se encaixa. Entendo mais por intuição do que por me dispor a; deve mesmo haver, escondido sob os sulcos dos nossos pés, um instante que nos prepara para certas compreensões. E eu lhe digo que entendo e que não me importo com o fato de hoje parecer maior do que realmente é, e lhe digo que todas as coisas de hoje rodopiam íngremes conforme a sua própria vontade e o que nos cabe é discutível e torto porém não se engane com minha concisão: pratico vermelhidões mas sou frágil como mente desenganada. E não me preocupo com o que você vai achar ou não, eu vou ficar aqui, arrumando a casa para o dia do vendaval. Sem trancas nas portas. Sem portas, que eu não quero oclusões. Não me acostumo. Eu vou ficar aqui, arrumando a casa, desarrumando um pouco a vida: fascinante como tudo fica mais inteiro depois de uma gota de caos. Porque não há mesmo redenção sem um pouco de culpa, nem resgate sem um tanto fiel de perdição.

Eu não me lembro da última vez em que foi fácil. E quando não há nada, como é que se faz?

19 comentários:

Patrícia Lage disse...

Eu também não me acostumo. E sobre essa coisa de praticar vermelhidões, minha nossa...

Enfim.
Eu sempre tenho a sensação de que não consigo dizer tudo, mas vc ainda deve me entender, não é, Flaflá?

beijomeu.

Flávia disse...

Pati, entendo sim... hoje, talvez ainda um pouco mais.

A vida da gente vai ciclando cor, não é? Hoje é o tempo das vermelhidões. Amanhã, quem sabe, cheguemos à fluidez do azul. Aliás você, que traz o azul dos olhos, sempre me deixa mais leve :)

Beijo outro.

Naomi Conte disse...

nunca é fácil... é humano.

Flávia disse...

Naomi, vai ver que foi feito pra doer um pouquinho mesmo, mesmo que seja de leve.

Anônimo disse...

texto fofo!! abs,

Geraldo Pinho disse...

Belo texto, como sempre! Bom Círio para ti, minha querida. Que Nossa Senhora de Nazaré siga protegendo o pequenino Samuel e sua super-mamãe!

TaTa disse...

Somos assim...
Ainda que não desejamos, talvez não seja a força que nos falte.

mariano lorenzoni disse...

Flávia, me ensina a escrever assim? :)

Edu Grabowski disse...

O que dizer... Quando nao há nada... nao fazemos...deixamos acontecer... deixe o vendaval acontecer, a casa desarrumar, e vida ajeitar...o sol voltar... e abrisa percorrer leve, solta a emaranhar os cabelos e suavizar a alma...
quando não há nada... ou nao houver...apenas deixe ser... deixe estar... apenas!

Beijos amiga poetisa! Se disser belas palavras, me repetirei, como sempre...mas não há como fugir, você sempre inspira-me e emudece-me!

Beijos, te adoro.
Dud's
=)

Ludmila Melgaço disse...

"Eu vou ficar aqui, arrumando a casa, desarrumando um pouco a vida: fascinante como tudo fica mais inteiro depois de uma gota de caos."

Tô EXATAMENTE com essa sensação.Que vida é essa?
Beijo!

Maíra Cintra disse...

Nossa, adorei seu blog!
Ameiii
Sigo uma página sua no fece e resolvi entrar no seu perfil e assim, achei seu blog!
Parabéns, vc escreve muito bem
Venha conhecer meu cantinho qdo puder
mairacintra.blogspot.com
Beijos

Celine Ramos disse...

Esse texto é só pra ficar sentindo...qualquer coisa sobre si mesmo.

Antonio Sávio disse...

Olá Flávia! A quanto tempo! Lindíssimo aqui. Texto para nos fazer levitar degustando cada sílaba na boca. Reapareça.

Simone Oliveira' disse...

Adorei seu blog. Conheci meio que por acaso, mas amei como você escreve. Parabéns pelos belos textos! (esse, por sinal, está perfeito)

Sinta-se à vontade pra me visitar quando puder: http://entre-minhas-linhas.blogspot.com/

Bjocas =*

O Cercadinho disse...

Oi, tudo bom?
Bem legal teu blog. Layout bem clean, textos/fotos bem objetivos. Gostei. E vou recomendar pras minhas amigas de Cercadinho, ok? Pra que elas venham aqui visitar teu blog.
Não sabe o que é O Cercadinho?
Nos visita lá então. Acho que pode rolar uma interação bem legal.
www.o-cercadinho.blogspot.com
Beijos,
Wanderlei

O Cercadinho disse...

Oi, tudo bom?
Bem legal teu blog. Layout bem clean, textos/fotos bem objetivos. Gostei. E vou recomendar pras minhas amigas de Cercadinho, ok? Pra que elas venham aqui visitar teu blog.
Não sabe o que é O Cercadinho?
Nos visita lá então. Acho que pode rolar uma interação bem legal.
www.o-cercadinho.blogspot.com
Beijos,
Wanderlei

nacasadorau disse...

Senti-me despida...
Incrível como alguém, assim de repente, que não conheço, sabe exactamente como me sinto.

Obrigada

Beijo

Sandra Portugal disse...

Flávia, obrigada por sua visita e comentário! Venha me visitar mais vezes e por motivos mais felizes do que nosso primeiro contato.
Espero sinceramente não ter ferido nenhum direito de autoria, pois sou de família de advogados e procuro, dentro das melhores práticas, respeitar todos os direitos autoras,sempre citando minhas fontes, colocando os autores e explicitando fonte de fotos,etc.
É muito difícil a comprovação de autoria. Outro dia publiquei um texto que havia recebido por email como de autoria de determinada autora e que na verdade era da Martha Medeiros e o postei no blog. A própria Martha me remeteu uma mensagem me alertando do erro de autor, que corrigi no mesmo momento. Peço desculpas se feri alguma regra, inadvertidamente. Estou em viagem de férias, com pouco acesso nesse momento. Assim que possivel visitarei com mais calma os dois artigos e o meu comentário.
Mas vamos nos acompanhar, parabéns pelo trabalho. bjs Sandra
http://projetandopessoas.blogspot.com//

Mila Lopes disse...

Olá!
Obrigado por sua visita ao meu espaço e por me deixar ciente do plágio que vc foi vítima...Adorei tudo por aqui...Bjssss