terça-feira, 26 de maio de 2009

De Uma Carta

"(...)O que me traz a ti, Flavitcha. Eu conheço os homens (não todos, é verdade). Então há uma micro-chance de eu estar errado), eu converso com eles, e escuto suas idéias ridículas e covardes. Na verdade, eu não deveria criticá-los dessa maneira. Afinal, eles são apenas humanos. Os humanos e seus temores insuportáveis. E como humanos, eles estão preparados apenas para se relacionar com humanas, que possuem as mesmas fraquezas deles.

Você, porém, minha criança, não é humana. Você é algo além. Desconfio, e apenas desconfio, que você seja um anjo. Como eu sei disso? Pelos sentimentos com que temperas as tuas palavras. Veja bem, há pessoas que sabem fingir, mas você não finge. Você é autêntica... e bela, como eu nunca vi.

Eu sei que já deves ter ouvido isso milhares de vezes, e provavelmente perdeu o valor, mas não há como te dizer isso de outra forma simplesmente porque é a mais pura verdade: És especial !

Por isso mereces alguém tão especial quanto. Não vai ser C. quem saberá captar o teu espírito, tampouco qualquer outro humano, com exceção de um que treinou a vida inteira para encontrar um anjo parecido contigo.

Esses encontros de fato acontecem. São como colisões no vasto espaço. Improváveis, mas vez ou outra, acontecem sim. O problema é que nem sempre eles encontram condições de liberar sua energia, e então precisam ser reprimidos. (...) E a vida segue assim, minha querida. Nós com os nossos "companheiros", vivendo e fingindo que escapamos da solidão. E na barriga aquela fome por algo inenarrável: o acontecimento único de um encontro de asteróides..."


Ao remetente do texto - que não sabe que leio tudo
o que me escreve, mas que ficará sabendo agora que
cada linha que chega fica gravada na minha memória
e faz meu dia incomparavelmente melhor: obrigada.

Muito. Mesmo. Por tanta, tanta coisa.

Um beijo.

44 comentários:

Mauri Boffil disse...

eu ja discordo, te acho super humana e divertida!

* Leticia * disse...

Oi, bom eu acompanho seu blog!
Acho que todos temos um anjo dentro de nos! cada um tem seu anjo esperando pra ficar do nosso lado!
As perdas e os ganhos são sempre bons! =)
apenas temos que saber o que esta no nosso caminho!
beijoss

Grã disse...

"A alegria do pecado
Às vezes toma conta de mim
E é tão bom não ser divina!
Me cobrir de humanidade me fascina
e me aproxima do céu."

Agora fiquei na dúvida... será que te acho um anjo como na linda carta... ou humana (e divertida) como o Mauri ai em cima disse???
De qualquer forma, apesar de te conhecer tão pouco (ainda), sempre te achei especial, você é daquelas pessoas que quando dão uma pitada da sua atenção faz o outro sentir-se a melhor pessoa do mundo, dado o carinho que você consegue transmitir.

Obrigado

Tum-tá!

1000 bjs

Sam disse...

Ahhh, eu já te acho um anjo assim, perfeitamente humano nas suas imperfeições!

Beijo meu

Paulo disse...

É Flávia. Uns conseguem externar com maestria seus sentimentos, outros nem tanto, mas todos os tem.
Que bela relação.
Anjos e humanos.

MargueRita disse...

..e na barriga aquela fome...


;)

Beijos, moça!

N. Mylonas disse...

Aii.. saudades daqui.
bjs Fla !

Thiago disse...

Muito tempo que não me dou o presente de passar por aqui.
Prometo agora ficar mais tempo entre a beleza dos seus versos.
... e dos seus olhos, que ninguém é de ferro
=)
um abraço

Bia Kohle disse...

Discordo totalmente!
Nós temos erros em comum. Eu me critico demais, assim como você.


Beijo.

Altavolt disse...

Nossa, me senti flanando no paraíso! Deixa eu voltar ao nosso mundo de falhos e reais seres humanos! Beijão, Flávia!

Anônimo disse...

Entendi 100% o autor. Ele foi crítico de uma forma que realçasse sua intenção de valorizar uma pessoa que considera especial e que provavelmente merece, sim, toda essa devoção. Eu como, humano, reconheço que deixamos a desejar, muitas vezes. Basta ver o que fazemos com o nosso planeta.

Annanda Galvão disse...

Flávia,
é engraçado como a escrita tem esse poder..de aproximar, identificar.
Toda vez que te leio aqui as coisas fazem mais sentido.
Bate e faz carinho lá dentro.
E é tão bonito.
Super-humana, anjo, gente..acho que seria corajosa a palavra!
Porque é preciso coragem pra ser sempre um pouco a mais.
Beijos!

Caetano disse...

saudade daqui!
e viva a humanidade mais humana.

um beijo

Fláh disse...

Eu gosto de imaginar que algumas pessoas realmente não são humanas, são anjos que vieram nos apoiar.

Rafhitch disse...

Nossa, realmente maravilhosa esta carta.

Mas você merece Flávinha. Você é mesmo muito especial.

Beijão e fica na paz!

Saudades de conversar com você!

Ric disse...

Não acho que sejas um anjo, senão eu seria um pecador mortal por te desejar.
Mas concoro quando disse que "És especial!".

Beijos!

Ludmila Melgaço disse...

Venho te acompanhando faz um tempo já...
Tu escreve muuuuito!
(que alma é essa, meu Deus?)
Parabéns!

julio de castro disse...

que agridoce. lírico e cartesiano.

Bill Falcão disse...

É, palavras assim deixam qualquer um bem! O dia fica melhor!
Bjooooooo!!!

Carolda disse...

É, receber uma carta dessas deixa qualquer um rindo à toa por aí.
E é realmente linda essa relação entre anjos e humanos.
Beijo

Isa disse...

Bom, tenho dois parabéns a distribuir;

um pro autor dessa carta que, sinceramente, tem um talento completamente ímpar. (sério, eu reli umas 500 vezes esse último parágrafo)

e um pra você, por ter inspirado algo tão bonito :)

:*

Ludmila Melgaço disse...

Oi Flávia!
Fui indicada a uns selos no meu blog, daí indiquei o seu na brincadeira tbm...
http://ludmilamelgaco.blogspot.com/2009/06/selos.html
Se tiver a fim de participar, à vontade!

Menina da Imprensa disse...

Viu flor! Tirando os poucos que discordam,acho que eu tinha razão. Você esconde asas em algum lugar...

Kisses

fred disse...

Ê, menina. Passei pra te ler, desejar uma ótima semana e deixar um beijo

Monday disse...

Bom, menina, você tem dois poemas que mostram o que você é capaz de provocar ... ao menos dois que eu conheço ... rsss

E deve ter cartas e emails que não conheço, mas posso imaginar ...

Ontem tocou Rehab no rádio e lembrei de uma dança que prometi a uma paixãozinha eterna ... aliás, uma segunda dança, a primeira tinha Joss ...

O melhor de ter vivido histórias é que a gente tropeça em coisas no dia a dia que nos lembram delas ... e isso é sempre bom!

O remetente sabe o que escreve, quem te conhece bem o sabe também ... o sentimento que vem da alma e se tempera no coração, sai pela ponta dos dedos e brilha nos seus textos densos ...

e nossos olhos recebem esse acalanto, para o dia nascer feliz na manhã seguinte ...

Gabriel disse...

cartas...entre as melhores coisas da vida...escrever e receber cartas é uma delas...

Jaqueline Lima disse...

conheço tuas palavras. algumas histórias suas. outras coisas inventadas. tudo bem colocado. tudo em sintonia. por isso. ou por pouco. posso dizer que parece mesmo especial. e por tantas as coisas. seja sempre feliz...

Beijos!

minicontosperversos disse...

anjos bons
merecem anjos do mal

precisam de

Luiz Calcagno disse...

O preço da liberdade é a eterna vigilância, peregrina cansada... Se blog me surpreende toda vez que entro aqui. =)

F. Reoli disse...

Passo pouco por aqui, mas o suficiente pra sacar que quem escreveu estas linhas está absolutamente certo... beijos

Flavio Ferrari disse...

Muito cedo para "viver com o companheiro e fingir que escapa da solidão", menina moça.

Dri disse...

Ser humano tem estado tão difícil esses tempos, saber-se humano mais ainda, fico contente em achar tanta humanidade em você e suas palavras. Bom voltar aqui.

Marina disse...

Estou há algum tempo sumida dos blogs, mas voltei!! Obrigada pela visita à Submarina, agradeço o comentário lindo!

Uau, estou ainda um pouco pasma com essas palavras que acabei de ler!!
Acho que elas encorajam a não nos contentarmos com pouco, confortando, dessa forma, a solidão, e trazem esperança de que esses encontros cósmicos podem sim acontecer, mesmo que por alguns momentos!
Enfim, aproveite a presença dessas pessoas especiais e sensíveis na sua vida, que não se contentam com a superfície!!

Beijos!!!

Bruna disse...

Oi, Flávia. Sempre leio seus textos, mas quando penso em comentar, percebo que nenhuma palavra cabe mais aqui... Esta carta, contudo, deixou-me uma tristeza tão bonita: uma saudade de receber uma carta, uma certa nostalgia pelos amigos distantes, e, principalmente, a certeza que há, sim, um pedaço de anjo dentro de todos nós. Seu blog é lindo, lindo. Estou seguindo, pode ser? Obrigada. ;**

Taynar disse...

Colisões.
Encontros.

Essas coisas são engraçadas.
Quando arrumei minha mala de partida, fiz questão de ver que estava deixando do lado de fora os meus problemas emocionais. Era um começo, então deixava [eu pensei] pra tr[as tudo aquilo. E qual nao é a minha surpresa quando eu colido logo na minha chegada?

Mas acho que estou cansada de bater por ai...

beijos, mulher

Kari disse...

Linda carta.
E sim, és especial, isso dá pra saber só em te ler...

Beijos

Thaís Velloso disse...

Oi, tudo bem ? Eu vim aqui dizer que sempre gostei muito de seus textos. Antes de eu criar meu blog, as vezes passava no seu para ler o que escrevia :)
Boa semana, bjs :D

J. disse...

Ah, ninguém nunca me mandou e-mail assim. Talvez não falço por onde, mas é sempre bom saber que tem gente se preocupando com a felicidade da gente. Bjo. Sdds.

Ruberto Palazo disse...

Um anjo? E que anjo hermanita.......hehehehe!!

Beijos

Sil disse...

PARABÉNS!!!!!!Adoro pessoas inteligentes e bem humoradas.Adorei seu Blog.
Convido vc a visitar o meu Blog TB
http://www.depoisdodiva.blogspot.com/
Sou psicologa e vou adorar ler seus comentarios por lá.
Bjs e boa semana!
Sil

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,

Anônimo disse...

Esse foi um momento feliz! Às vezes, passo aqui pra lembrar e inevitavelmente fico triste. O que aconteceu conosco? Sei que faço papel de idiota perguntando isso, mas não posso deixar de lamentar que perdi tua amizade. Passas agora por um momento tão especial e eu queria muito te dizer o quanto fico feliz por ti. Eu sei que não é o teu estilo, mas se houvesse uma chance de tu me perdoares... Eu não estava preparado pra esbarrar contigo naquela época. Agora entendo os erros que esse meu jeito afobado de ser me leva a cometer. Flávia, nunca é tarde demais, por favor, me perdoa. Sinto falta do contato contigo, daquela amizade que quase nasce e que iria encontrar uma forma de existir. De qualquer forma, fico bem porque sei que estás bem. Um beijo sincero e carinhoso!

Anônimo disse...

A única coisa que eu queria era ter o mesmo direito de todos: de poder te dizer que estou feliz por ti, tendo a cristalina certeza de que isso não te causa nenhum tipo de repulsa. Eu não sei, sabe? Eu não sei mais o que dizer, exceto que sinto muito. Suponho que você já não lê mais tudo o que eu escrevo. À propósito, o teu último texto tá lindo! Fica legal, tá?

Anônimo disse...

A única coisa que eu queria era ter o mesmo direito de todos: de poder te dizer que estou feliz por ti, tendo a cristalina certeza de que isso não te causa nenhum tipo de repulsa. Eu não sei, sabe? Eu não sei mais o que dizer, exceto que sinto muito. Suponho que você já não lê mais tudo o que eu escrevo. À propósito, o teu último texto tá lindo! Fica legal, tá?