terça-feira, 5 de maio de 2009

Saudade

Onde?

Soundtrack: Paralamas - Busca Vida




Eu não sabia. Mas era alguma coisa assim meio pela metade, com olhos cor de rua - densos, coisa que não se acaba e que a gente vai olhando para ver se enxerga o fim e o fim, onde? Eu não sabia. Soube quando me faltou um pedaço e eu parecia tão maior, agigantada em meio à sobra de mim, com os meus braços ondulando em torno de uma nostalgia doce, dulcíssima, exata medida do que deveria estar e, à revelia, se ausenta. Onde? Eu não sabia, ouvi de leve um rumor de passos perdidos e era ela, a vontade que eu tinha de afagar o que me faltava. E dessa vez eu não a espantei: apenas deixei que se aproximasse naquela cadência de vontade tímida querendo crescer e tomar conta, e lhe beijei a testa, e a deixei seguir seu destino de Vontade, como é destino da Saudade apenas ser. Assim, meio pela metade. Com olhos cor-de-rua. E essa nostalgia doce, dulcíssima.


Plínio, esse é seu. E de todos, absolutamente
todos os que me são caros nessa vida.

46 comentários:

Plínio Gomes disse...

Lindo! Como olhar onde não se vê, né? Mas sabemos que está ali, porque ela, a Saudade, nos ennvolve de tal forma que sabemos exatamente onde está.
Grande abraço perfumado minha querida.
bjos

Sam disse...

Nem eu.
Nem eu sabia das palavras que se fazem existir do que ficou ao longe, tão perto, tão aqui.
Não sabia, que tantos desses passos perdidos também se reencontrarão mais à frente, mesmo que numa esquina mais torta e mais escura que antes. Tão mais escura ainda!
E os olhos? que se fixam no nada do céu, do teto branco de qualquer quarto de hotel, sufocado de luz.

Mas as mãos sempre traduzem um bem querer assim, como quando se afaga o que faltava, ou falta!
Desse beijo terno na fronte. Desse jeito nostálgico, saudoso que se pinta e se deixa pintar na pele e que marca como aquarela, mais um daqueles carinhos guardados e carregados no peito - lar de todas a coisas, boas e más.

Eu não sabia!
Você não sabia!
Mas então, quem soube?

Só sinto. Isso me basta saber-me, saber-te que palavras, as suas palavras são vivas.

E vidas tingidas de amores e saudades que vagam por entre os dedos enquanto esses mesmos olhos-cor-de-rua, ainda poderão se pintar em olhos-pôr-de-sol-de-lua!
Ainda, sim! Poderão...

Meu beijo pra vc!

Carinho,
Sam

A Senhora disse...

Outro dia estava pensando em você e, por incrível que pareça, era exatamente relacionado à saudade o meu pensamento.
Saudades de você, garota. Parece que, vira-e-mexe, a gente se cruza nos corredores do msn - mas ou sou eu entrando ou você saindo, tudo muito rápido...

beijos!

C. disse...

isso que tu faz cutuca tão por dentro de mim, sabia?
fica um dolorido doce. e viciante.
=*

Celine Ramos disse...

Que saudade de vim aqui te ler.
Eu tbm não sabia...E acho que vou ficar sem saber, por um bom tempo...

Beijos

Su disse...

moça, seu blog é muito bom, gostei bastante, virei mais vezes aqui!

bjosss!!!

Mel disse...

A suavidade das palavras, o encaixe perfeito de cada uma e como se não fosse o bastante a poesia da música que caiu como luva sob o texto, nos toca com a delicadeza do beijo na testa da saudade que seguiu e que toca cada um de uma forma ao ler essas linhas que se encaixam tão perfeitamente em tantas situações, como as palavras que o compõe.

Bjs

Ric disse...

Tava mesmo com saudade de você, mas uma saudade doce...

Beijo gostoso!

Srta Diazepan disse...

lindo!

R. disse...

Achei lindo o "olhos cor-de-rua". Incrível como pude perder as últimas postagens. Fui displiscente. Chicote em mim, please. Mereço, eu sei.

Beijos!

Annanda Galvão disse...

Flávia,
que lindo, suas palavras fazem meus dias mais felizes.
Saber que as coisas sem sentido, fazem sentido.
Que lindo e doce sempre!
mts beijos!

Rodrigo disse...

texto agri-dulcíssimo!

Anônimo disse...

saudade dói tanto quanto uma punhalada.
este post está leve e dulcíssimo. amei qdo li: "e lhe beijei a testa". é de uma singeleza e de um amor, sem tamanho!!!


beijo, querida! Gisele

Afobório. disse...

flávia, tu me mata assim, desaporreia - como se diz aqui por essas bandas, assim não vale, bah, do caralho porra!


sorte e luz, e posta mais vezes que é pro pessoal te ler mais.

cara, quando tu quiser tu publica.


sorte e luz.

Gabriel disse...

saudade este ente feminino que não me sai da cabeça e que não me larga...e que não me deixa...e que não me larga...saudade...este ente feminino a qual sou apaixonado...eternamente apaixonado...

Cara de 30 disse...

Acompanho o R. sobre os "olhos cor-de-rua". Tô meio de longe mas estou sempre por aqui vagueando... Vez em quando eu comento sobre as doces palavras que você nos permite ler.

P.S.: Afobório tá certo. Quando tu quiser, tu publica! :)

Paulo R. Diesel disse...

Só sentimos quando nos faz falta, começa lentamente, vai se manifestando, tentamos disfarçar, mas quando vemos, nos entregamos e admitimos.
Assim, doce ou nem tanto.

Beijo Flávia

Mauri Boffil disse...

aiii... que lindo

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Olha,
a palavra parada;
Luta,
por letras ocultas;
Ouça,
os versos internos
Solta,
a nudez poética;
Escreva-se,
poesia
ao menos um dia,
Seja.

(Maísa)

Desejo uma linda semana com muito amor, esperança e carinho.
Abraços.
Eduardo Poisl

Danielle Freitas disse...

Lindo!
Amei tudo que li!

Até mais!

Nadezhda disse...

Gosto do jeito que você escreve. (Muito).

;)

Janaína S. disse...

Porque saudade é sempre assim né?! Sempre com esse toque de algo mais que a gente não sabe bem definir.. mas que sabe muito bem entender..

Lindo como sempre!
Beeijoca.

Sunflower disse...

e esse cutucada boa que se sente na alma quando se le esse texto, o que é?

beijas

Luana Ferraz disse...

Que saudade gostosa e realizável...

beijos

Altavolt disse...

Até pra sentir saudade essa menina é especial! Beijão, Flavinha!

Sr. Despedaça Corações disse...

Agora você já sabe.

Bia Kohle disse...

Engraçado isso.
Escreví um conto ontem e hoje você o resumiu.
soaposkopakpskapop

Beijo.

Thiago disse...

'saudade mata a gente, saudade mata a gente menina...♪'

é uma coisa estranha e boa de se sentir essa saudade. pensar em alguem e sorrir traz uma paz, ela só é ruim quando sufoca e dói, no mais é uma coisa gostosa e bem brasileira de ser sentida não é? hahaha

quem inventou-a?

Fernanda Moreira disse...

Seu post está lindo e a música perfeita. Adoro Paralamas! Adorei o blog. bjão!

iaiá disse...

aproveitando par dizer que to com muita, mas muita saudade di ocê!
bj

Emerson Souza disse...

Gostei bastante.
Bjus.

Késia Maximiano disse...

Saudade é mesmo um doce com sabor amargo...

E por falar nisso.. saudades de ler teu blog... rsr
Beijosss

*Raíssa disse...

Mais uma linda descrição sua de saudade. Estva sentindo falta dos seus textos!

Beijos!

.Dazinha. disse...

daquela doçura, dulcíssima, que és tu, senhora absoluta!

:***

Dri disse...

Qual seria a cor dos olhos cor de rua? Acho que se forem as ruas da minha cidade seria vermelhos de raiva ou cinza de tristeza. Belas palavras, como sempre. Beijo

J. disse...

"...amor veja bem, arranjei alguém chamado saudade..." já cantava Marcelo Camelo. Mais um clichè é que saudade é só de coisa boa, de gente boa. Bj!

Talita Prates disse...

Flávia, gêniaaaa (huahua):
Tem um selo pra vc no meu blog. Não sei se você usa... foi o primeiro que recebi... Quando soube que tinha que indicar outros blogs, o teu foi um dos primeiros de que lembrei!
Bjooo!
Paz.

Ane Talita disse...

Linda...Sempre!

beijos

paulinho damascena disse...

Lindo, lindo lindo!!!!
Um texto, para ser lido com a alma e para servir para toda nossa vida.

Seu Blog está sensacional, adorei.
Depois visite o meu

http://pcsouzabv.blog.uol.com.br/

Ni* disse...

muito bom, na minha humilde opiniao.. Achei otimo, adorei. Gosto desse jeito de escrever.. So incapaz de fazer algo assim, haha.. virei acompanhante, já..

Mel disse...

Bom to passando agora só pra visar que tem um selo pra você lá no blog, passa de lá pra pegar depois...

Bjs e ótima semana

Camila disse...

nem me fale em saudades
ameei o textinhu (:

Daniela Filipini disse...

Saudade é triste e feliz ao mesmo tempo (:
Gostei daqui

Isa disse...

Por algum motivo esse post me lembrou muito horizonte distante, do los hermanos.

Belíssimo =)

Taynar disse...

Ah, a nostalgia..
que me abraça e me carrega tantas horas.

Tenho que afirmar que as vezes, eu evito entrar aqui.
Eu vejo tudo tão claro quando te leio que dá vontade de te bater =p
uahuahhauhahuahu

Beijos, mulher

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,